Notícias

GAPA/SP lança o livro 100 nomes, em homenagem aos pioneros da luta contra a aids no Brasil - 04/06/2010

                   GAPA/SP lança livro em homenagem aos pioneiros da luta contra a aids no Brasil

 

A ideia, segundo a presidente do GAPA-SP, Áurea Abbade, é manter viva a memória daqueles que foram pioneiros na resposta contra a doença e que contribuíram para que o país se tornasse referência mundial no assunto.
“Muitas delas não existem mais, porém não podemos nos esquecer, por exemplo, que em 1988 o ativista Ubiratã Costa e Silva já fazia visitas domiciliares aos soropositivos”, comentou Abbade. “Sempre tive vontade de colocar minhas lembranças no papel para que os trabalhos de todas elas nunca sejam esquecidos”, acrescentou.
José Carlos Veloso, vice-presidente da instituição, explica que os 100 nomes, que na verdade são 101 no livro, contribuíram de alguma forma com o trabalho do GAPA-SP.
“Demos preferência para aqueles que começaram na luta contra aids, mas se fossemos colocar todos que nos ajudaram ou que foram importantes, seria muito mais que 100 ou 101’”, comentou.
Para montar o perfil de cada homenageado, o GAPA-SP utilizou documentos redigidos pelas próprias pessoas ou por amigos, parentes e colaboradores.
Abbade e Fátima Baião foram as organizadoras do projeto e Paulo Giacomini o editor do livro, que teve financiamento do Programa Estadual de DST/Aids da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.
Entre os 100 nomes escolhidos para o livro o nome da presidente do GAPA/BS, Nanci Alonso