Notícias

Brasil citado como exemplo em lançamento de política sobre Aids - 16/03/2011

 

Medidas lançadas em conjuto pelo Unaids, Pnud e OMS encorajam países a diminuirem os custos dos antiretrovirais e a melhorarem o acesso ao tratamento contra o vírus HIV.

Objetivo é reduzir custos
Eleutério Guevane, da Rádio ONU em Nova York.*
Três agências das Nações Unidas lançaram nesta terça-feira um apelo para que seja adaptada a regulamentação da Organização Mundial do Comércio sobre patentes de medicamentos para tratar o vírus HIV.
A nova política foi criada pelo Programa Conjunto da ONU sobre HIV/AIDS, Unaids, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, Pnud, e a Organização Mundial da Saúde, OMS.

Custos
O objetivo é reduzir os custos de medicamentos ANTI-RETROVIRAIS e expandir o acesso ao tratamento das pessoas que vivem com o vírus HIV. Segundo as agências, apenas um terço das 15 milhões de pessoas com AIDS estão em tratamento.
Durante o lançamento, em Genebra, o Brasil foi citado como exemplo de um país que permitiu reduzir o preço do ANTIRETROVIRAL em mais de dois terços por dose. De acordo com as três agências da ONU, "as diferenças de custos podem limitar esforços dos governos em garantir o tratamento aos necessitados".

Vantagens
De acordo com o diretor executivo adjunto do Unaids, Paul De Lay, a nova política "permitiria aos países produzir, importar e exportar medicamentos atualmente protegidos pela lei de patentes e propriedade intelectual."
Ele acrescentou que as medidas também incluem uma "mudança radical no tratamento da AIDS, tornando os medicamentos mais eficazes, simples, acessíveis e tolerados pelos pacientes."
*Apresentação: Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Fonte: Correio do Brasil: