Notícias

PROJETO VIVA MELHOR SABENDO - 17/07/2016

 A maioria dos casos de infecção pelo HIV encontra-se na população jovem  conforme boletim epidemiológico do Ministério da Saúde HIV/Aids de janeiro a junho de 2015:

 15 a 19 anos – 4.960 – 5.3%

20 a 24 anos – 15.177 – 16.3%

25 a 29 anos – 17.564 – 18.8%

 E Brasil passou de 700 mil para 830 mil casos de infecção por HIV/Aids entre 2010 e 2015, com 15 mil mortes por ano. "O Brasil sozinho conta com mais de 40% das novas infecções de Aids na América Latina", alertou O Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids). - Genebra, 12 de julho de 2016

Porque  deve ser feito o  teste: A meta de Zero Discriminação, Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS) prevê que, até 2020, 90% de todas as pessoas vivendo com HIV saibam que têm o vírus; 90% das pessoas diagnosticadas com HIV recebam terapia antirretroviral; e 90% das pessoas recebendo tratamento possuam carga viral indetectável . Então é melhor saber se é soropositivo para o HIV antes de ficar doente de AIDS e começar o tratamento para ter uma boa qualidade de vida.

 O que é o teste do fluido oral? A tecnologia dos testes rápidos foi desenvolvida pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos da Fundação Oswaldo Cruz (Bio-Manguinhos/Fiocruz).

O fluido do teste oral é extraído da gengiva e o começo da mucosa da bochecha com o auxílio da haste coletora, trata-se de um método simples e de fácil execução, cujo resultado sai em 20 minutos, com 99% de confiabilidade.

As pessoas que tem resultado reagente são encaminhadas para a Unidade de Saúde de Referência no tratamento de HIV/AIDS e além de iniciar o tratamento  já recebe os remédios, tudo de forma gratuita.


Galeria

  • Sede do GAPA
  • Testagem
  • testagem